Aos 15 tudo parece ser o fim do mundo...


“Querida Claire, “E” e “se” são palavras que, por si, não apresentam nenhuma ameaça. Mas, se colocadas juntas, lado a lado, elas têm o poder de nos assombrar a vida toda. E se… E se… E se… Eu não sei como a sua história terminou, mas se o que você sentia naquela época era verdadeiro amor, então nunca é tarde demais. Se era verdadeiro então, por que não seria agora? Você só precisa de coragem para seguir seu coração.É difícil imaginar um amor como o de Julieta, um amor que nos faça abandonar entes queridos, que nos faça cruzar oceanos. Mas eu gostaria de acreditar que se eu um dia sentir esse amor, terei coragem de perseguí-lo. E, Claire, se não o fez naquela época, espero que ainda o faça um dia. Com todo amor, Julieta.”
—Cartas para Julieta  

Like this post
"Não foi desejo. Nem vontade, nem curiosidade, nem nada disso. Foi um choque elétrico meio que de surpresa, desses que te deixa com o corpo arrepiado, coração batendo acelerado e cabelo em pé . Foi sentimento . Não foi planejado, nem premeditado. Foi só um querer estar perto e cuidar, tomar todas as dores e lágrimas como se fossem suas. A vontade e o desejo vieram depois, bem depois. Não foi um lance de corpo, foi um lance de alma. Não foram os olhos, nem os sorrisos, nem o jeito de andar ou de se vestir, foram as palavras. Uma saudade e uma urgência daquilo que nunca se teve, mas era como se já tivesse tido antes. Foi amor. É amor."

8.815 notas-reblog

"Do que eu preciso? colo. É que sentir tudo em dobro tem lá suas desvantagens em dose dupla também. Dói nos outros e dói em mim. Pesa no mundo e pesa em mim. É isso o que eu ganho nesse negócio de querer filtrar todo e qualquer sentimento que passa por perto. Meus ombros não aguentam, não. É por isso que preciso dos seus, assim, perto para que eu possa descansar aquilo que cansa em mim. Aquilo que eu não tenho mais por onde filtrar. Meus rins não querem, minhas lágrimas dispensam. Eu preciso e sempre precisei de colo e cafuné porque não sei lidar. Quando tudo começa a acumular, é com você que desejo fugir. Pegar minhas coisas, deixar de ouvir, voltar no tempo em que tudo esteja em seu perfeito lugar. É isso que ganho por me preocupar demais. Eu sei resolver, tenho plena certeza de que tudo, afinal, estará devidamente organizado. Eu não preciso de ajuda, até porque não sei pedir. Quando eu olho assim, de canto, me encosto e fecho os olhos, só preciso de um pouco de carinho para esquecer. É que coração muito grande, tem mais espaço para problemas também. Eu não sei lidar comigo. Só me entende e me cuida, que as coisas aos poucos se resolvem."

1.284 notas-reblog

Like this post
teu-solloiro-positivo: